Nosso Município

  •  INFORMAÇÕES

Localização geográfica: situa-se a noroeste da Região Metropolitana de Curitiba, tem como municípios limítrofes Almirante Tamandaré ao leste, Itaperuçu ao norte, Campo Largo a oeste e Curitiba ao leste, inserido na Região Metropolitana de Curitiba – RMC.

Área: 263 km² – sendo 28 km² área urbana e 230 km² área rural

População: concentra-se ao sul do município, próximo a Curitiba e estende-se ao longo da PR-090 – Estrada do Cerne. Estimativa da população é de 24.843 habitantes (IBGE, 2010).

Formação geológica: diferencia-se dos demais municípios da RMC principalmente pelos terrenos acidentados, com altitudes em torno de 850 a 900 metros, condicionada por estruturas dobradas e falhadas, elaborado em rochas cristalinas.

Vegetação: caracteriza-se como Floresta Ombrófila Mista, podendo observar-se exemplares de Pinheiro do Paraná, Imbuia, Canela, Bracatinga, Erva Mate, entre outros.

Unidade de Conservação: o município abriga dois significativos mananciais para abastecimento público de água – o manancial subterrâneo do Karst e o manancial superficial do Rio Passaúna e Rio Verde. Com duas áreas de conservação a APA – Área de Proteção Ambiental do Passaúna e a UTP – Unidade Territorial de Planejamento de Campo Magro, que visa garantir a proteção dos afluentes do Rio Verde.

Clima: tipo subtropical úmido com verões brandos e temperaturas em torno de 12 C a 21,5 C.

Atividades Econômicas: o principal setor econômico é a agricultura, caracterizando-se como de produção familiar. As principais culturas trabalhadas são feijão, milho, batata, olericultura, frutas e hortaliças, destacando-se muitas propriedades com produção orgânica. A atividade florestal tem um total de 318 produtores (dados da Emater), sendo que a maioria trabalha com bracatinga e pinus. A criação de animais é outra atividade forte em Campo Magro, destacando-se a criação de bovinocultura, suinocultura e piscicultura. Quanto às unidades artesanais, pode-se citar a produção de vinhos, doces, compotas, pastas e molhos, sucos, queijos e derivados do leite e embutidos. Além disso, destaca-se nacionalmente na produção de móveis em fibras naturais e sintéticas. O ramo de Turismo Rural, com seus empreendimentos, também está ganhando força e destaque.

 

  • HISTÓRIA

A história do município de Campo Magro remonta ao período histórico das explorações auríferas no sertão de Curitiba. A primeira povoação no território que constitui o atual município de Campo Magro foi iniciada há mais de três séculos. Com o fim do período da exploração do ouro, que pouco ou quase nada representou, veio o tropeirismo. Período este que marcou a história da localidade, inclusive no nome. 

A denominação Campo Magro se deve ao fato de que na ocasião em que os tropeiros demandavam pela região, na época do inverno, o gado emagrecia e sobrava pouco pasto verde para as reses. Mais parecia um campo minguado, um campo magro. E assim foi que a localidade ficou conhecida ao longo dos séculos, Campo Magro. Segundo o pesquisador José Carlos Veiga Lopes, “na lista de ordenanças da vila de Curitiba”, referente ao ano de 1791, aparece o bairro de Campo Magro com oito casas. 

Pela Lei nº 970, de 9 de abril de 1910, foi criado o distrito de Campo Magro, no município de Tamandaré, com a denominação de Nossa Senhora da Conceição, alterada pela Lei de 4 de abril de 1924. A história da gente de Campo Magro está invariavelmente ligada à de Almirante Tamandaré, acompanhando a vida política deste município em seus altos e baixos, mesmo quando, em 14 de julho de 1932, o município de Tamandaré foi suprimido. Ou mesmo quando Tamandaré passou a chamar-se Timoneira.

O distrito judiciário de Campo Magro foi criado pelo Decreto-Lei Estadual 199, de 30 de dezembro de 1943, com território do distrito de Santa Felicidade e transferido para o município de Colombo. O município de Tamandaré foi extinto em 1938 e não em 1932. O município de Campo Magro foi criado através da Lei Estadual n.º 11.221, de 11 de dezembro de 1995, na sede do antigo distrito de Campo Magro, com território desmembrado do município de Almirante Tamandaré. A instalação deu-se em 1º de janeiro de 1997.

É também conhecido pelo Circuito “Verde Que Te Quero Verde”, composto por uma série de pontos turísticos espalhados pela imensa área verde da qual é composta o município.

 

  • CULTURA

 Devido a grande área verde e pouca poluição, foi instituído em Campo Magro o Observatório Astronômico do Paraná, em substituição ao Planetário do Colégio Estadual do Paraná. Campo Magro possui ainda suas festas tradicionais: Festa da Batatinha (junho), Eleição da Rainha da Festa da Batatinha (maio) e o Festival Gastronômico e Cultural de Inverno (junho/julho).

 

Clique e acesse o arquivo de Legislação

 

  • HINO MUNICIPAL

Letra

Áudio 

 

  • SÍMBOLOS MUNICIPAIS
brasao_campo_magro

Brasão

 

bandeira_campo_magro

Bandeira